5 tendências em RP para 2019

dez 12 2018 Published by under Comunicação

Crédito da imagem: Resultados Digitais

Todo ano, gosto de fazer um exercício de “futurologia” e tentar prever tendências de curto prazo para a área de Comunicação Organizacional, sobretudo RP.

Baseio-me em meus estudos, pesquisas, vivências e consultorias práticas.

Assim, elegi cinco tendências que acredito que farão parte do dia a dia dos profissionais de CO e RP.

Vamos a elas:
1. Human to human
A tendência explica o sucesso dos influenciadores digitais, por exemplo. Acredito que vamos continuar querendo nos comunicar por meio pessoas, de conteúdos com curadoria de alguém e isso implica em humanização por parte das organizações e marcas. E tem a ver com a segunda tendência: para serem mais humanas, as organizações vêm usando funcionários e embaixadores de suas marcas como motores de divulgação.

2. Funcionários conectados, embaixadores e influenciadores das organizações
Pessoas confiam em pessoas. Sendo assim, algumas grandes marcas já estão utilizando o funcionário como representante da empresa nas mídias sociais, seja nos perfis oficiais da organização, seja motivando-o a ser um veículo por si só. E como isso tem legitimidade, a meu ver. Aproxima a organização das pessoas, além de dar um ponto de vista de alguém “comum” dos bastidores.

3. Relacionamento com microinfluenciadores
Investir nas celebridades ou nos macro-mega influenciadores digitais é caro e tem pouco engajamento. Por outro lado, pessoas altamente especializadas em uma determinada temática e com voz ativa podem ser um bom negócio. Os microinfluenciadores nos fazem voltar ao início dessa década, quando fazíamos relacionamento com formadores de opinião por temática, por nicho e como resultado, atingíamos audiências com real interesse naquela determinada área.

4. Marcas como agentes influenciadores
Acredito nas marcas como influenciadoras digitais, desde que sejam relevantes, prestadores de serviço, úteis, “tutorialistas”. Para ser influente, uma marca precisa adicionar valor ao dia a dia das pessoas, com conteúdos que façam essas vezes e que se tornem fonte de referência para as pessoas. É possível, inclusive, a meu ver, copiar determinados modelos de sucesso dos influenciadores digitais, como vídeos, podcasts, dicas, interação, linguagem cotidiana, cultivo da audiência e por aí vai. Essa é a minha proposição de pós-doc. ;-)

5. Gerenciamento do modelo PESO
PESO significa paid, earned, shared and owned media. Isto é, mídia paga, espontânea, compartilhável e própria. A receita de sucesso está em saber balancear e equilibrar todos esses pilares, sem negligenciar nenhum deles. Haverá vezes que nos dedicaremos mais a um do que aos outros, mas, nos dias de hoje, é impossível não olharmos para uma estratégia de comunicação, marketing e relacionamento digitais sem nos debruçarmos no modelo PESO em sua totalidade.

E vc? O que acha que vai “pegar” em 2019?

2 responses so far

Mídias sociais como estratégia de relacionamento com as marcas

ebook "Organização, Mídia e Mercado"

Participo com outros super autores de um ebook GRATUITO recém-lançado Organização, Mídia e Mercado – perspectivas teóricas e empíricas de estratégias midiáticas e mercadológicas de comunicação organizacional, editado pela Edunisc e organizado por Elizabeth Huber Moreira, Grazielle Betina Brandt e Fabiana da Costa Pereira.

Parafraseando meu colega de obra, Marcello Chamusca, “A obra reúne reflexões e pesquisas de importantes profissionais da nossa área, dentre os quais posso destacar como exemplo os(as) doutores(as) Eugênia BarrichelloDaiana StasiakCarolina Terra (eu!) e Marcondes Neto“.

No ebook, meu capítulo versa sobre Mídias sociais como estratégia de divulgação e relacionamento da marca e aproveito para contar um pouco do caso da Chocolates Garoto (página 84), onde também tive o prazer de trabalhar.Para fazer o donwload, basta acessar: http://www.unisc.br/portal/pt/editora/e-books/411/organizacao-midia-e-mercado.html.

Aproveitem, tem muito artigo bacana por lá!

No responses yet

Agências ainda estudam formas de uso da comunicação digital

ago 28 2009 Published by under Sem categoria

Essa foi a principal conclusão da pesquisa conduzida pelo Grupo de Comunicação Digital da Abracom (Associação Brasileira das Agências de Comunicação).

A pesquisa foi feita com 191 funcionários de 61 diferentes agências de publicidade, relações públicas (RP) e profissionais do setor.

Os resultados do estudo revelaram que os comunicadores estão atentos às ferramentas da internet, pois 88% dos entrevistados afirmaram conhecer de ‘moderado a muito’ o conceito de comunicação digital.

Para conhecer os resultados da pesquisa, acesse: http://www.nosdacomunicacao.com/conhecimento_pesquisa_int.asp?pesquisa=65&tipo=NM.

2 responses so far

Encontro de Comunicação Digital promovido pela ABRP

ago 25 2009 Published by under Sem categoria

A Associação Brasileira de Relações Públicas – ABRP realiza o 10º ENCONTROS ABRP – COMUNICAÇÃO DIGITAL, no dia 12 de setembro, sábado, das 9h às 13h, no auditório da FECAP, na Av. Liberdade, 532, Liberdade. O debate será em torno das principais vertentes da Comunicação Digital, discutindo as tecnologias, os processos e as ações e estratégias de relacionamento das organizações e seus públicos.

O evento contará com as apresentações de Beth Saad (http://imezzo.wordpress.com); Marcelo Coutinho; Carolina Terra (EU); André de Abreu (http://imezzo.wordpress.com); e Eduardo Vasques (http://perolasdasassessorias.wordpress.com/).

Serviço
ENCONTRO ABRP – COMUNICAÇÃO DIGITAL
DATA: 12/09/2009
HORÁRIO: Das 9h às 13h
LOCAL: FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado
Avenida Liberdade, 532, Liberdade, São Paulo, SP.
PALESTRANTES: Beth Saad (USP), Marcelo Coutinho (Cásper Líbero/FGV), Carolina Terra (FECAP/UNISA), André de Abreu (Anhembi-Morumbi) e Eduardo Vasques (TV1).
INVESTIMENTO: Profissionais: R$150,00 / profissional associado R$75,00.
*Estudantes: R$80,00 / *estudante associado: R$40,00.
Novos associados ganham gratuidade na inscrição do evento: profissional R$120,00 e estudantes R$60,00.

*Estudantes de cursos de graduação.

INSCRIÇÕES: a ficha encontra-se no site www.abrpsp.org.br
Informações pelos telefones 5589-2632/5587-1161 ou pelo e-mail abrpsp@abrpsp.org.br.

No responses yet

ATENÇÃO: HOJE! Discussão sobre o impacto da tecnologia digital na democracia do mundo contemporâneo

ago 20 2008 Published by under Sem categoria

O evento, organizado pela Difusão Editora, contará com a presença do diretor do Programa Mcluhan em Cultura e Tecnologia da Universidade de Toronto, considerado o novo profeta canadense da mídia, Derrick possui ampla experiência no campo das telecomunicações e da informática e seus conhecimentos estendem-se desde a configuração primária das mensagens como um código elétrico, até os efeitos de cada código no sistema nervoso do indivíduo e a intervenção deles na psicologia da cultura. O lançamento contará também com a presença do cônsul canadense Paul Brunet.

Vejam mais informações abaixo:
Ciberdemocracia é tema de palestra e lançamento de livro

Hoje, às 19 horas, o diretor do Programa McLuhan em Cultura e Tecnologia da Universidade de Toronto, Derrick de Kerckhove, um dos últimos colaboradores de Marshall McLuhan, realiza na Livraria Cultura (Conjunto Nacional da tradicional Avenida Paulista, em São Paulo – Brasil), uma palestra com uma análise aprofundada sobre os impactos trazidos pela tecnologia digital na democracia de nosso mundo contemporâneo. O evento é gratuito e aberto a todos os interessados.

Um dos temas a ser abordado se refere à ciberdemocracia e as novas formas de participação social e política, propiciadas pelo advendo da comunicação em rede.

Livro
Além da palestra, o evento será marcado pelo lançamento do livro Do Público para as Redes, organizado pelo prof. Massimo Di Felice (ECA-USP) e editado pela editora Difusão. A obra é o resultado da interação e do diálogo ativado pelo Centro de Pesquisa ATOPOS da ECA, com vários pesquisadores que, em distintos lugares do mundo, também estudam o impacto das tecnologias digitais na prática de participação tecnológica e colaborativa da cidadania contemporânea.

No responses yet